Pular para conteúdo

Imagem: Prof. Alexandre Garcia lança livro de linguagem Haskell
Data da publicação: 30 / 05 / 2017

Aos 31 anos de idade com o doutorado em andamento pela USP, em Ciência da Computação com Ênfase em Programação Funcional, a carreira acadêmica do professor Alexandre Garcia de Oliveira começou quando conquistou uma vaga no Curso de Tecnologia em Processamento de Dados, hoje ADS, na FATEC Santos Rubens Lara, no primeiro semestre de 2004 concluído em 2006. Após, trabalhou na área de TI, mas não era feliz; queria ministrar aulas de matemática, vocação que descobriu no cursinho assistindo às aulas do professor José Carlos.

Em 2009 iniciou a graduação em Matemática na Universidade Santa Cecília, em Santos, porém, transferiu-se para a USP, onde concluiu o curso em 2012 e em seguida, como prata da casa, ingressou no Mestrado em Matemática Aplicada na área de Análise Numérica.

A oportunidade tão sonhada surgiu em 2011 na FATEC de São Caetano do Sul, quando começou a ministrar aulas de Programação Orientada a Objeto, (concorrente da programação funcional), afirmou Alexandre em tom de brincadeira, no Curso de Jogos Digitais.

Graças a sua competência e vasta experiência na área de Ciência da Computação, os deuses conspiraram para que o jovem professor conquistasse cada vez mais seu espaço na área acadêmica. Em 2011 foi convidado para ministrar aulas no então Curso Superior de Tecnologia em Informática para a Gestão de Negócios, nesta Unidade, em substituição ao professor Jorge Luiz Chiara. No primeiro semestre de 2012, o coordenador do curso professor Ruy Cordeiro Accyoli o indeterminou por meio de Edital Externo.

Quando interrogado sobre a publicação do livro Haskell, o professor Alexandre contou a trajetória de um trabalho bem sucedido sobre a criação da apostila que virou livro. Começou a ministrar Programação Orientada a Objeto Avançada, em uma disciplina Eletiva: Tópicos Especiais no primeiro semestre de 2014 no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, no período matutino. O professor Davi Silvestre dos Reis teve que deixar de ministrar a mesma disciplina no período noturno. Mais uma vez, ampliou sua carga horária e passou a ministrar a referida disciplina nos dois períodos do curso.

Convenceu a professora Eliana Gregório, coordenadora do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas junto ao NDE (Núcleo Docente Estruturante) para ministrar Programação Funcional em Escolha II, no sexto ciclo do curso. Alexandre declarou ainda que o paradigma de Programação Funcional é utilizada no exterior, no Brasil, por enquanto, somente pelas startups.  Por conta disso, faltava muito material em Português; construiu o conhecimento no assunto fazendo as traduções do inglês.

A partir do segundo semestre de 2014, a cada aula, transcrevia a parte teórica e disponibilizava para os alunos. Revisou o material e enviou para a editora Casa do Código que imediatamente fechou o contrato. Para ele, isto não foi uma surpresa; considerando que o conteúdo é inovador, uma vez que captura conceitos da Programação Funcional e Teoria das Categorias que está virando “febre” no exterior, inclusive o facebook usa uma parte. A dificuldade maior para escrever as apostilas foi com a Língua Portuguesa, pois o conteúdo ele conhece.

Segundo Pedro Tacla Yamada, que prefaciou o livro, Haskell é muito usada para a pesquisa em linguagem de programação e tem um dos sistemas de tipos mais avançados disponíveis. A promessa é a de entregar programas sólidos mais rápido ao mercado, mesmo que um primeiro protótipo demore mais a ser escrito.

O prefaciador da obra, afirma que o livro é um primeiro pé em um longo caminho, no qual, ele próprio, ainda tem muito a percorrer. Mas, de longas caminhadas rumo ao saber o professor Alexandre já está acostumado. O que não lhe falta é determinação. Quem quiser conferir assista ás suas aulas.

Fonte: Secretaria