Os avanços da internet na Fatec.

por Priscilla Oliveira , em 27/08/2018

Hoje a Fatec Rubens Lara detém, entre poucas Fatecs, a maior banda larga que o sistema público pode oferecer e conta também com a parceria de empresas privadas para a evolução e o bem-estar dos alunos da cidade de Santos. O começo dessa ascensão tecnológica deu-se em 2010, quando a Faculdade de Tecnologia dispunha apenas de 256kbps. Tendo em vista as necessidades dos cursos de Logística, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Sistemas para Internet, o Centro Paula Souza em estudo incansável, ofereceu uma rede interna (intragov) de 4mb(megabytes), separadas em dois links cabeados de 2mb, e quem conta sobre a evolução da internet na faculdade, são os auxiliares de docente, desde 2010, Nilton Silva Saraiva, Luiz Henrique Barbosa e o analista de suporte e gestão em informática, Alexandre Nagamine, que acompanharam todo o processo e conquista da Instituição.

Saraiva conta que, essa oferta do CPS era, de certa forma, um alívio momentâneo para as demandas da faculdade, “Nós tínhamos o administrativo e mais 4 laboratórios sendo atendidos naquele momento. Teria prioridade o administrativo que naquele momento executava a maioria dos trabalhos pela internet, e automaticamente prejudicando os laboratórios.”. Por conta do monitoramento de tráfego, o Centro Paula Souza detectou a insuficiência na distribuição de internet na Fatec, resultando no aumento de 8mb em fibra ótica e posteriormente, em meados de 2014, para 16mb quando o gargalo se tornou inevitável. Segundo Nilton e sua equipe, “O centro Paula Souza atende outras 56 Fatecs, além de pouco mais de 200 etecs, prestando suporte. Eventualmente, a demanda cresce e conforme os serviços prestados são melhorados, logo o serviço cai mais uma vez”.

Contam ainda que, sobre a rede anterior, de velocidade de 256kbps é, na época, atualizada a uma velocidade de internet de 10mb, vindos da empresa Vivo. A Fatec receberia um IP fixo que permitiria, de repente, hospedar um site. No entanto, com a multiplicação do serviço e o déficit gerando transtorno, o link extra foi aproveitado apenas nos laboratórios. “Esse link não continha bloqueios, ele era apenas monitorado. Qualquer tráfego irregular, eles batem aqui e identificamos na hora. Tal ip, acessou tal serviço”, diz Nagamine.

Com o consumo maior de banda larga, a Fatec Rubens Lara refez o estudo sobre a necessidade do aumento de velocidade em seu núcleo e por intermédio do diretor, o prof. Dr. Jorge Monteiro Júnior, o Centro Paula Souza observou, e em última análise, ampliou o link para 100mb. Saraiva ainda conta, que não há uma resolução acerca do link que a empresa Vivo fornece. “Há uma incógnita se ele vai permanecer ou não. Não sabemos se ele vai ser cancelado posteriormente”, e ainda ressalta que Santos é uma Fatec importante para o Centro, “Nosso curso de ADS é o mais procurado na Baixada Santista. A IBM encerrou as atividades do Hacktruck conosco. A Fatec investe em tecnologia.”, esclarece Nilton.

Outra boa notícia sobre os avanços da rede de internet dentro da Fatec é a parceria iniciada com a empresa NET, que ofereceu o serviço de 120 mb “Nosso diretor de serviço foi conversar com a empresa sobre as condições de possíveis parcerias, tendo em vista, o FatecLog. Nosso evento foi a chave para um acordo que beneficiaria as duas partes.”, diz o responsável pelo CPD.