Facebook
Instagram
Twitter
Linkedin
Youtube

CPS possui programa de inovação para startups

iCenter impulsiona o empreendedorismo

por Equipe Web, em 18/07/2019

A Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (Fatec), localizada na capital paulista, possui um centro de inovação tecnológica aberto à comunidade, criado por alunos e professores, conhecido como iCenter.
Com dois anos de atividades, o ambiente de empreendedorismo auxilia estudantes a desenvolver soluções inovadoras, funcionando como um ambiente colaborativo e estimulando a sinergia entre os empreendedores. Posteriormente recebendo apoio de parceiros e abrindo as portas para o público, conta hoje com mais de 100 projetos de startups, das quais quatro operam no mercado.

Um dos casos de sucesso é a Brain 4 Finance, que presta consultoria na área de planejamento financeiro pessoal, idealizada pelo engenheiro Fernando Alarcon Nogueira. Com a mentoria do iCenter foi possível desenvolver um produto viável e criar uma rede de networking.
Outro exemplo é a iPin Digital Solutions, fundada em outubro de 2015. Baseada em tecnologia cloud, a ideia surgiu com o desenvolvimento de solução de backup gerenciado para pequenas e médias empresas dez vezes mais barato do que as oferecidas atualmente. O produto, 100% automatizado, possui mais de 15 clientes. 
Outro apoio do iCenter é o Shimeji Sustentável. A empresa desenvolve vários portes de linhas de produção alimentar sustentável em estufas monitoradas. Enquanto executa a construção do protótipo, a startup seleciona investidores para produção em larga escala e em locais estratégicos para distribuição.
Qualquer pessoa pode se candidatar a fazer parte do iCenter. No site do centro, o futuro empreendedor pode acompanhar vídeos com dicas sobre como organizar ideias e realizar o curso de Canvas na plataforma on-line do Centro Paula Souza (CPS). O conteúdo ensina como utilizar a metodologia Business Model Canvas para elaboração de modelos de negócios. Com o plano do empreendimento definido, o interessado deve encaminhar a proposta pelo próprio portal.
Em seguida, o projeto é avaliado pela equipe do iCenter, que considera características como grau de inovação, viabilidade técnica e potencial mercadológico. Caso o projeto seja aprovado na etapa virtual, o candidato é convidado a apresentar o pitch pessoalmente e participar de um debate.
Se a proposta for selecionada, o autor receberá suporte de estudantes e docentes da Fatec, além de especialistas do mercado, para elaborar o protótipo com base em conceitos de design thinking e participar de rodadas com investidores.

Para conhecer todo o processo, acesse http://icenter.pro.br/