Conheça a trajetória de um fatecano que mudou de carreira

por , em 14/05/2018 INSTITUCIONAL

Em tempos que o desejo de se consolidar em uma área profissional é o sonho de qualquer pessoa, é difícil entender que alguém decida mudar de área, que é o caso do destaque do mês da Fatec Rubens Lara, o ex-aluno do curso de Sistemas para Internet, Marco Sampaio. Publicitário, e com mais de 17 anos de atuação em Comunicação, chegando ser executivo de contas de uma das filiadas da Rede Globo, ele decidiu que iria mudar para área de tecnologia.

Marco, conta que decidiu a mudança por conta de uma necessidade dele, quando criou um site de empregos voltado para a Baixada Santista, sentiu dificuldade na contratação dos serviços, e percebeu que ali estaria uma nova oportunidade. Primeiro, olhando material na internet, logo veio a vontade de aprender programação, e depois de muito refletir, decidiu que se passasse naquele ano no vestibular da Fatecrl, ele largaria seu emprego em um jornal em São Paulo, para percorrer este novo caminho. Ele foi aconselhado pelo seu chefe, na época, a não encarar este desafio, mas recebeu da família o apoio que necessitava.

Em 2014 iniciou os estudos em SI, o curso que ainda era no período da tarde dificultou a integração com o antigo trabalho, e em um determinado tempo do curso, ficou desempregado. Ele conta que nesses momentos, sua vontade era desistir, estar saindo de uma carreira consolidada e depois dos 35 anos soava até para ele uma loucura, mas algo dizia que daria tudo certo.

Em agosto de 2015, começou a fazer estágio na Prodesan, onde apoiou o desenvolvimento de sistemas para a Secretaria de Educação em Santos, porém em janeiro de 2017, seu contrato acabou, e iniciou uma nova jornada em busca de um novo estágio. O novo trabalho veio no mês de fevereiro, na Dersa, depois de passar por uma intensa seleção com mais de 20 candidatos.

Na Dersa, no inicio ele não desenvolvia muitas atividades relacionadas à Tecnologia, mas Marco começou a observar como era a operacionalização das balsas, e percebeu que os dados que ali gerados poderiam ser utilizados em novas análises para ajudar os gestores na tomada de decisão. Por própria iniciativa, Marco levantou esses dados para utiliza-los em Busines Intelligence (BI), e em uma oportunidade mostrou ao coordenador e também ao chefe do departamento, na época, e era exatamente o que seus superiores estavam buscando. Neste momento em diante, ele começou a produzir a demanda de BI do Centro de Controle Operacional da Dersa Travessias Litorâneas, usando o Power BI, da Microsoft. Atendeu outras demandas, e com o remanejamento do seu coordenador para outra área, ele foi chamado na época pelo chefe do departamento, a ocupar a posição, de estagiário a coordenador do Centro de Controle Operacional em menos de um ano.

Hoje, já formado em Sistemas para Internet, Marco diz que valeu a pena o restart da sua carreira, e que está muito feliz por atuar neste segmento, onde junto com toda a equipe, ajuda na operação de todo sistema de travessias litorâneas da Dersa, que são: São Sebastião – Ilha Bela, Bertioga – Guarujá, Santos – Guarujá, Santos – Vicente de Carvalho, Iguape – Juréia, Cananéia –Ilha Comprida, Cananéia – Iriri e Cananéia – Continente.  E que a experiência de ter voltado à faculdade depois de tantos anos foi prazerosa, que conseguiu fazer bons amigos que o auxiliaram na vida acadêmica. Atualmente Marco estuda Engenharia de Produção na Univesp.